Páginas

terça-feira, 18 de julho de 2017

Columbia University School of The Arts promove mesa na Casa Ruth Guimarães

Em parceria com o Instituto Silo Cultural, a Columbia University School of The Arts apresentará a mesa “A tradução no Brasil - transcendendo fronteiras” como parte da programação da Casa Ruth Guimarães na Flip 2017. 

O debate tem o objetivo de ressaltar as formas pelas quais o intercâmbio artístico pode construir conexões entre povos e culturas, e como o poder da palavra escrita é capaz de transcender fronteiras, num momento em que o isolacionismo está em ascensão em todo o mundo. O momento está marcado para o dia 27 de julho, quinta-feira, às 18h. 

Participam da mesa os pesquisadores Alicia Maria Meier, Diamela Eltit, Roberto Taddei e Joaquim Maria Botelho. Joaquim irá abrir o debate abordando as perspectivas e contextos da tradução no Brasil. Em seguida, Alicia Meier, tradutora e coordenadora do programa Word for Word na Universidade de Columbia, e Roberto Taddei, autor e diretor do Programa de Escrita Criativa do Instituto Vera Cruz dão início a mesa. 

A mesa conta também com a presença de Diamela Eltit, da New York University, uma das instituições parceiras do Word for Word e de dois alunos, um brasileiro e outro americano - que irão expor sobre suas experiências durante o programa . 


Saiba mais sobre os participantes que estarão nessa mesa: 

Alicia Maria Meier – Alicia Meier obteve o Mestrado em Belas Artes em escrita de não ficção e tradução literária da Universidade de Columbia em 2015. Ela atualmente gerencia programas globais para a Columbia School of the Arts, entre eles o programa de troca de tradução literária do programa de redação, Word for Word. Em 2016, ela recebeu grants do Fundo de Tradução PEN / Heim para a sua tradução do catalão de The Sky de Marta Carnicero.

Diamela Eltit – Diamela Eltit é uma das escritoras mais destemidas da América Latina e é altamente considerada por suas iniciativas de vanguarda no mundo das letras. Eltit iniciou o seu engajamento com a literatura no Chile natal durante os anos da ditadura de Pinochet, realizando ações artísticas contra o regime e publicou suas primeiras novelas, Lumpérica (1983) e Por la patria (1986). Desde então, ela publicou, entre outros: El Cuarto Mundo (1988), El padre mío (1989), Vaca sagrada(1991), Los vigilantes (1994), Los trabajadores de la muerte (1998), Mano de obra (2002) and Jamás el fuego nunca (2007) e Impuesto a la carne (2010). Eltit também ocupou cargos como escritora na Brown University, Washington University em St. Louis, Columbia University, UC / Berkeley, Universidade da Virgínia, Stanford University e Johns Hopkins University. Atualmente é uma Global Distinguished Professor de escrita criativa em espanhol da New York University.

Joaquim Maria BotelhoJoaquim Botelho é jornalista, com especialização em Jornalismo Internacional pela University of Wisconsin, também é mestre em Literatura e Crítica Literária pela PUC-SP. Como jornalista, foi chefe de reportagem da Revista Manchete, chefe de redação da TV Globo Vale do Paraíba e diretor de redação do jornal Vale Paraibano, de São José dos Campos. 

Roberto TaddeiRoberto Taddei é autor dos romances “Existe e está aqui e então acaba” (2014) e “Terminália” (2013). Mestre em criação literária pela Columbia University, de Nova York, é coordenador e professor da pós-graduação Formação de Escritores do Instituto Vera Cruz, em São Paulo. Fez a dramaturgia dos espetáculos “Uma História Radicalmente Condensada da Vida Pós-Industrial” (2011), baseado em livro de contos do escritor David Foster Wallace, e da peça multimídia “Rózà” (2014), baseada nas cartas de prisão de Rosa Luxemburgo. Escreve resenhas críticas para o caderno Ilustrada, do jornal Folha de S. Paulo.

Nenhum comentário: